Mapa racial de pontos: Morumbi e Vila Andrade

No mapa é representando a distribuição racial/étnica nos distritos do Morumbi e Vila Andrade em São Paulo, cada ponto no mapa representa uma pessoa.

Fica claro com os brancos predominam e estão distribuídos por todo o território dos distritos do Morumbi e Vila Andrade, enquanto os negros e pardos estão concentrados em algumas áreas, como o grande aglomerado verde que se destaca no mapa, que é a favela de Paraisópolis, a favela Real Parque, que está localizada no aglomerado do lado direito do mapa e a favela Jardim Panorama, localizada um pouco ao norte da favela Real Parque.

A favela de Paraisópolis, segunda maior de São Paulo, fica no distrito da Vila Andrade bem na divisão com o distrito do Morumbi. A foto de capa deste blog representa essa divisão da favela Paraisópolis com o Morumbi.

Clique na imagem para ver em tamanho real:
Segure CTRL + roda no mouse para aumentar ou diminuir o zoom

Mapa racial de pontos dos distritos do Morumbi e da Vila Andrade

Mapa racial de pontos dos distritos do Morumbi e da Vila Andrade

Cada divisão que vocês veem no mapa acima é um setor censitário, que é a menor unidade territorial utilizada pelo IBGE para efetuar o Censo, por exemplo: São Paulo é divido em distritos que por sua vez são divididos em setores censitários. Tá, mas e os bairros? Bairros são uma divisão utilizada pelas prefeituras e não pelo IBGE.

Bairros que compõem os distritos estudados:

Clique na imagem para ver em tamanho real:

Bairros dos distritos do Morumbi e Vila Andrade

A triste realidade constatada efetuando esse trabalho sobre os distritos do Morumbi e Vila Andrade, é que ao carregar o mapa e exibir apenas os pontos onde os negros e pardos são representados, as áreas onde haviam maior concentração deles eram áreas de favelas, como a de Paraisópolis, Jardim Panorama, Real Parque, como vocês podem observar no mapa abaixo:

Clique na imagem para ver em tamanho real:
Segure CTRL + roda no mouse para aumentar ou diminuir o zoom

Imagem de satélite dos distritos do Morumbi e Vila Andrade. Exibindo as pessoas negras e pardas.

Imagem de satélite dos distritos do Morumbi e Vila Andrade. Exibindo as pessoas negras e pardas.

Num próximo ponto continuarei falando sobre a desigualdade espacial e racial presente nos distritos estudados, vamos olhar um pouco mais de perto a desigualdade presente nesses distritos e ver como o distrito do Morumbi tem uma população que é 77% branca sendo que a média nacional é de 47%, dados do Censo 2010.

O mapa foi elaborado usando os dados no Censo 2010 e o programa QGIS, ambos gratuitos e públicos.Como vocês puderam ver no post anterior  estou fazendo pela primeira vez no Brasil o mapa racial de pontos, começando pela cidade de São Paulo. Espero que possamos conversar sobre essas desigualdades espaciais e raciais com cordialidade e objetividade nos comentários.

Até a próxima!

Anúncios

10 comentários sobre “Mapa racial de pontos: Morumbi e Vila Andrade

  1. Isso aí pode dar um belo TGI. Troca idéia com prof. Ailton Luchiari. Não sei se ele ainda segue essa linha de pesquisa, mas ele trabalhou uma época com mapeamento de zonas residenciais homogêneas. Acho que daria um cruzamento legal, pq ao mapear zonas homogênas a gente ‘descia’ além do setor censitário, mapeando as áreas residenciais pelo padrão construtivo das edificações.

    Curtido por 1 pessoa

    • Opa Bruno, valeu pela dica, vou procurar ele sim e conversar sobre. Acho que da um cruzamento legal sim, ajudou a dar uma norteada nas idéias, pq estava pensando se esse padrão de aglomeração racial é um padrão mesmo e desenvolver essa ideia.

      Curtir

  2. Pingback: Mapa racial de pontos, agora interativo! | Desigualdades Espaciais

  3. Pingback: Um pouco mais sobre a segregação espacial no Morumbi e Vila Andrade | Desigualdades Espaciais

  4. Pingback: Um olhar atráves de mapas na política que barra negros e pobres na cidade do Rio de Janeiro | Desigualdades Espaciais

  5. Prezado Hugo,

    Em primeiro lugar parabéns pelo trabalho.

    Gostaria de saber qual ferramenta do QGIS você utilizou para realizar a redistribuição de uma informação disponível para área (os setores censitários) para aparecerem como pontos. Sugiro deixar essa informação mais clara nos seus textos, facilita a compreensão de quem lê e a replicação da sua metodologia em outros trabalhos.

    Abraço,
    Igor Cavallini Johansen
    (Doutorando em Demografia – UNICAMP)

    Curtir

  6. Olá Hugo
    adorei o seu trabalho.
    Atualmente trabalho com QGIS na Secretaria Municipal de Assistência Social de Florianópolis, e gostaria de saber qual o caminho que você utilizou para chegar as informações no IBGE.
    Eu faço uso de alguns dados do IBGE e utilizo também o setor censitário.
    Mas as informações extras eu não encontrei.
    Aguardo suas dicas
    Ana Paula Bressan

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s